image

Ninguém vai entrar em sua mente e tentar descobrir o que você pensa, porque age dessa forma e porque se porta assim. Por mais empático e humano que o outro seja, colocar exatamente o que você pensa sobre algo pode te levar a caminhos esclarecedores, longe dos problemas e perto das soluções.

Um problema, quando não exposto, torna-se somente seu. A mente é uma terra fértil e um problema é uma semente. Aí, dentro da sua cabeça, um pequeno problema pode tomar proporções gigantescas. Exponha-o. Tire tudo de você.

Por mais que doa, se explique. Foque em um ponto e busque todas as formas de explicá-lo. Esqueça as falácias. Coisas como “eu sei”, “para mim tanto faz”, “você quem sabe” e “se vai ser melhor assim” estão longe das soluções. Busque argumentos. Cada fato, por menor que seja, auxilia na construção do seu ponto de vista. No fim, haverá mais do que explicações, haverá conclusões.

Uma questão mal resolvida sempre voltará para atormentar. Se você não limpa a sujeira, sujo está. Por mais que não veja, o corpo sente e se manifesta. Quando a questão não esclarecida retorna, esta volta com força. E com mais força em uma próxima, até que você não aguente mais. Resolva agora, mesmo que demore horas, dias.

Fale tudo o que está sentindo na hora em que estiver sentido. Com o tempo, o argumento perde a força. Quem sofre, sabe que sofre, mas quem só está envolvido, se esquece. Se algo te chateia, fale na mesmo momento, no mesmo dia. Por mais que estrague um momento hoje, você deixará de estragar inúmeros momentos amanhã.

Ao se abrir, você não está sendo apenas sincero com os outros, está sendo sincero consigo. E se existe uma pessoa que merece ter a mente liberta, este alguém é você.

image

Vem de dentro. Chega de forma tímida, quase sem espaço, sufocada, mas feliz. Quando sai, já vem com um sorriso. Esteja feliz ou triste, vem com todos os dentes para forma, como se fosse uma pequena gargalhada. E ri. Ri por estar perto de quem está. Por mais que demore, uma hora deixa tudo leve, calmo e em seu devido lugar. Depois, ela retorna, para dentro de quem sente. Para dentro de quem quer sentir.

Sinceridade.