Os loucos me amam - um sentimento por dia

Gostaria de saber por que atraio tanta gente louca. Já até abri o horóscopo para encontrar uma explicação, mas parece que tem a ver com a lua em Vênus e Marte na casa 3, o que me faz imaginar que toda essa insanidade só pode ser de outro planeta.

Não é possível que um terráqueo consiga fazer e falar tanta besteira. Todo dia ouço alguém que não conheço puxando assunto de algo que não quero falar. Não quero saber se você não concorda com o trânsito, se vai votar no PT ou se não gosta da cor do metrô. E se fosse só gente falando sobre o que não quero saber, estaria bom. Mas é gente que te deleta das redes sociais porque você postou uma foto feliz sem motivo, já que aparentemente para ela é preciso de um motivo para estar feliz. É gente que é só te ver, que faz questão de cutucar com algo que ela acredita ser a sua ferida. É gente que te vê na timeline falando sobre A e diz B, só para poder discordar. É gente perguntando por que você está de rosa e não de azul. É gente que nem parece gente. E é um entra e sai de gente louca que já estou me autointitulando manicômio. Aparece um por interesse, outro para aporrinhar, outro querendo dominar, outro querendo competir, outro querendo ser você.

Não sou Rivotril, mas os loucos me amam.

Vontades - Um sentimento por dia

Vontade incontrolável
de ter controle
sobre as vontades.

Descontrolei-me,
perdi à vontade.

Os opostos se atracam - um sentimento por dia

Somos um casal lindo, até que a incompatibilidade prove o contrário. A gente se parece em não se parecer. Eu odeio a sua cozinha favorita, o seu tique de não conseguir comer algo sem fazer “tsc” enquanto mastiga e a sua mania de achar que a cama é um cesto de roupa suja. Você odeia o meu corte de cabelo, a minha falta de memória e quando me esqueço de algo que acabou de dizer, e como consigo me atrasar só porque não parei para olhar no relógio. E se fossem apenas esses pequenos ódios, tudo estaria bem. Os opostos não se atraem, se atracam. Não nos amamos, nos aturamos. Sabemos que estamos por um fio, mas insistimos no flagelo de vivermos juntos. Um dia vamos aprender a nos relacionar. Jamais haverá nós dois em um mesmo relacionamento.