Eu gosto das desavenças. Os acordos não me ensinam nada, mas o contrário sempre me faz refletir. Me encontrar nos erros faz com que o futuro seja cheio de acertos. Eu gosto de refletir sobre os problemas, sobre a dor, sobre o contrário. Eu gosto do equilíbrio, independente do peso que a minha balança precise carregar.

Leia também...