E se não te faz feliz, como fugir?
A rotina, as ordens sem nexo, o pequeno poder, a ineficiência, a procrastinação. A insistência diária de sorrir artificialmente ao cumprir funções. A deficiência de ficar à mercê por doze meses para finalmente ter alguns dias de folga. É só dinheiro. É só futuro. É só pelo outro e nada por você.

E se não te faz feliz, por que ficar?

Leia também...