Viver é buscar eternamente pela fórmula mágica da felicidade, sendo que ela se encontra na sua frente. Esta não é só mais uma ideologia barata, é bem cara, e por isso as pessoas custam a comprar a ideia.

Para ser feliz, basta ser a pessoa que você sempre quis. Na teoria, parece ser só mais um pensamento, desses que a gente encuba para usar mais tarde com alguém que tem a mesma pergunta. Eis o primeiro problema. Ensinamos aos outros como encontrar a felicidade, sendo que nós mesmos não a encontramos. Damos todos os ingredientes. Basta misturar e consumir. Este é o segundo problema. O consumo da felicidade é imediato.

E para ser quem você sempre quis, basta ser. Tão redundante e prolixo quanto as aplicações para ser feliz, mas mais simples do que se imagina. Para ser feliz, para ser quem você sempre quis, basta fazer tudo o que você faz pelos outros e que os outros fazem por você. O segredo da personalidade está ali, entre quem você é e como as pessoas te enxergam. Entre nas entrelinhas, encontre o equilíbrio e desvende o mistério de como se tornar uma pessoa especial.

E, se por algum motivo, o mundo não te vê do jeito que você pensa ser, é porque você pensa de forma errada. Pensar e não aplicar o pensamento te deixa preso em uma rede cheia de ramificações, sem uma central clara. Pensar e não agir faz com que você se perca no caminho.

Seja, acima de tudo, o Você que se completa. A fórmula mágica da existência está na balança. A felicidade e a persona ideal andam de mãos dadas com o equilíbrio.

RelatedPost