Não vou me esquecer do hoje, mas devia. Devia dar um jeito de vomitar todas as minhas memórias em algum bueira, para ver se os ratos e o esgoto levam embora esse rancor, esse desgosto.

Gostaria de quebrar algum vidro e passar sobre o meu corpo, jogar álcool e sentir a dor me invadir a carne e a alma, para ver se a dor do âmago fica mais fraca e vai embora.

Preciso encontrar um modo de ficar bem, mas é impossível ter qualquer tipo de positivo quando o a única coisa que me vem em mente é você.

Que a dor venha e fique o tempo necessário, desde que você vá embora junto com ela.

Leia também...