O santo não bate. A primeira má impressão é a que fica. Foi antipatia à primeira vista. Talvez eu nunca descubra o motivo do seu ódio gratuito. Confesso que já tentei refletir sobre os verdadeiros motivos. Acho que pode ser porque sou dessas pessoas que fala muito, que não guarda uma dúvida para si, que não passa vontade, que não tem medo de ser feliz. Quando uma pessoa é bem resolvida consigo mesma, ela incomoda a todos que não são, e se sentir bem é uma tarefa difícil. Sinto que você é uma dessas pessoas que ao parar para pensar sobre si, não pensa em nada. Fugir dos problemas e das questões que incomodam é uma alternativa mais interessante do que enfrentar os medos. Seu semblante aponta que você vive com medo, do que você já foi, de sentir os mesmos sofrimentos novamente. Isso é um julgamento, como todos o que você fez de mim, mas é a única maneira de me defender mentalmente dos seus ataques que sugam energia. Não preciso que você goste de mim, mas para me ver livre de tanto mau agouro em minha vida, preciso que você goste de você.

Leia também...