Descubra a Pauta da sua Vida - um sentimento por dia

Esperei por esse dia. Se a vida pudesse ser pautada em um acontecimento, seria neste. A gente é bobo. Passamos os dias esperando por pequenas coisas para abrirmos mais sorrisos. O salário caiu, a cerveja chegou, o avião partiu, o abraço salvou. São pequenas besteiras que nos motivam. Já me senti confortável porque um desconhecido sorriu para mim na rua, porque elogiaram a minha roupa gratuitamente e por ter lugar vazio no ônibus. Depois de um tempo, quando a rotina se repete e nos acostumamos, deixamos de nos deliciar com as pequenas coisas. Queremos novas. Precisamos de experiências maiores. Buscamos momentos que nos valham a existência. E, como quem procura a chave de casa perdida na bolsa, dediquei boa parte dos últimos tempos buscando estes benditos momentos. Um, para ser mais específico. Rodei lugares, conheci pessoas e reforcei amizades, a fim de buscar o momento perfeito. Demorei a perceber que jamais encontraria. O que eu queria não era raso ou superficial, era profundo. A profundidade não é nítida, logo não pode ser classificada como um momento permanente. Eu, que queria um motivo para ser feliz constantemente, descobri que pautei minha vida de forma errada. A felicidade é curta porque é profunda.

Metrica da Felicidade - Um sentimento por dia

A felicidade precisa mesmo ser algo gigante ou as pessoas não percebem as pequenas coisas? Quando foi a última vez que você percebeu que o sorriso de um estranho na rua te fez sorrir também? Ou que alguém lembrou de ti após o almoço e deixou um doce na sua mesa do trabalho? Quantos pequenos atos são necessários para que você considere uma felicidade sem tamanho? Qual é o tamanho da sua felicidade?

Feliz desde ontem - Um sentimento por dia

Olha, desde ontem decidi ser feliz. Por que ontem? Ah, sei lá, porque a gente gosta demais de colocar metas, né? Dieta tem sempre que começar na segunda. Namoro só começa depois da aliança. Então decidi começar a ser feliz desde ontem, porque hoje já seria tarde demais. Já perdi tanta coisa esperando pelo amanhã. Perdi uns amigos que fui deixando passar e quando vi já não faziam mais parte da minha vida. Permiti que uns três ou quatro amores fossem embora por não ter falado “sim” na hora certa ou por não ter dado o primeiro passo. Decidi ser feliz desde ontem, graças a Deus.

E como ser feliz? Sei lá. Eu acho que ser feliz é como encontrar dinheiro nos bolsos todos os dias, só que no lugar do dinheiro a gente encontra a melhor festa que já foi na vida, uma viagem incrível ou uma conquista que nos orgulhamos. Felicidade é quando nós temos um motivo para apreciar algo durante um dia todo, mesmo quando esse motivo já acabou. Felicidade é tudo aquilo que a gente não vê, mas consegue tocar com a imaginação. Felicidade é quando você sorri com o corpo. Viu? Não sei explicar muito bem, mas acho que sei o que é.

Vou indo, tá? Já perdi muito tempo explicando como ser feliz e aproveitei pouco realmente sendo.